terça-feira, 3 de julho de 2012

Minha lembrança de desejo.

– Oh Deus, será que estou sonhando? 

Me perguntara ao sentir o deslizar de suas mãos no meu corpo.  Mãos lisas, macias... Que me convidara para colar cada vez mais seu corpo ao meu.  E explodir minha alma de desejo a cada toque.  Como se não bastasse aqueles beijo suaves nos meus lábios que fizera experimentar de uma sensação de delírio única.  Aqueles beijos, que explorara não só meus lábios, mas o meu corpo por inteiro, procurando por cada pedacinho de pele sensível que me fizesse parar de respirar.  E de fato, parei de respirar em seus braços. Morri de desejo a cada dose do seu corpo.


Na verdade, nunca imaginei aquele menino quietinho – que me encantara com aquele jeitinho de menino manhoso, mas com um olhar de homem responsável – pudesse me despertar tamanha sensação.
Eu fecho olhos e consigo sentir sua boca, sua pele, seu cheiro.  Relembro do seu sorriso calmo e charmoso; do seu corpo, com as medidas perfeitas. E alimento uma ilusão de um dia experimentar novamente aquele sensação de telo nos meus braços. Aquela sensação perfeita dele ser só meu naquele instante.  (...)
 Ah... Como é bom sonhar!
Comentários
6 Comentários

6 comentários:

  1. gostei muito do seu blog, estou seguindo, continue assim (:

    ResponderExcluir
  2. Nossa como é bom sonhar mesmo, a cada palavra eu pensava em meu ex amor. Seus textos me lembram dos textos que eu fazazia antes. Obrigada por passar em meu blog. beijos

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. :)
      Digo o mesmo, obrigada por passar por aqui.

      Excluir
  3. Bem legal o texto,você tem talento.

    Beijos

    blogdagi1.blogspot.com

    http://refugio-cristao.blogspot.com.br/

    ResponderExcluir